«O Dia em que o Mar Desapareceu»

CARTAZHORADOCONTOfinalnet«Hora do Conto»

«O Dia em que o Mar Desapareceu»

A 5 de junho, celebra-se o Dia Mundial do Ambiente. Para assinalar a efeméride, nesse dia, pelas 10:30, a Biblioteca Municipal Tomaz Ribeiro vai apresentar, com a colaboração do Planalto Beirão, uma leitura interpretada do livro «O Dia em que o Mar Desapareceu», escrito por José Fanha. O intuito é consciencializar as crianças para os problemas ecológicos e ambientais do planeta.

Através dos descuidos de uma muito poluidora e maldosa família de pássaros bisnaus, conta-se a história de um mar muito azul que ficou sujo e morreu, mas que, por fim, conseguiu ser salvo, voltando a ser cheio de vidas marinhas e de cor.

A atividade insere-se no projeto «A Hora do Conto» e tem como público-alvo as crianças do pré-escolar. O objetivo é estimular, através da leitura e da dramatização de histórias, o contacto com os livros desde a tenra idade e o desenvolvimento da imaginação e da criatividade.

As inscrições são gratuitas e obrigatórias e devem ser previamente realizadas pelos educadores dos jardins de infância do concelho de Tondela através do e-mail da Biblioteca Municipal Tomaz Ribeiro ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ), por telefone (232811128) ou por telemóvel (917503206), com a indicação do número de participantes.

DESTAQUE

Alice Vieira

ALICE VIEIRA

Alice Vieira (Alice de Jesus Vieira Vassalo Pereira da Fonseca) nasceu em Lisboa a 20 de março de 1943. Frequentou o Liceu D. Filipa de Lencastre. Licenciou-se em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Escritora e jornalista profissional desde 1969, colaborou desde os treze anos no jornal "Diário de Lisboa" (onde juntamente com o seu marido Mário Castrim dirigiu o suplemento "Juvenil" e "Catraio"), no "Diário Popular" e no "Diário de Notícias". Colaborou em várias revistas e programas de televisão para crianças.

É considerada uma das mais importantes escritoras portuguesas de literatura infanto-juvenil,   tendo publicado cerca de  quatro dezenas de livros infantis e vendido perto de um milhão de exemplares.  As suas obras estão traduzidas em várias línguas, como o alemão, o búlgaro, o espanhol, o galego, o catalão, o francês, o húngaro, o holandês, o russo, o italiano, o chinês, o servo-croata e o coreano. É também autora de contos, romances, crónicas e poesia para adultos.

Consulte mais informação AQUI.