O Som dos Livros - Anta da Arquinha da Moura

MTB arquinhaO último "Som dos Livros" traz-nos de um género de livro diferente daquele a que estamos mais familiarizados tratar neste programa. Trata-se, na verdade, de um registo sobre os trabalhos de pesquisa e exploração da Anta da Arquinha da Moura, realizado pela investigadora Ana Maria C. Leite Cunha.

Pela voz de Jorge Arrais, técnico do Gabinete de Arqueologia e Património Cultural do Município de Tondela, em conversa Ruben Marques do Museu Terras de Besteiros, ficamos a saber que a Anta da Arquinha da Moura é um dos monumentos megaliticos mais importantes da região. Entre as explicações que nos vai dando lembra que está considerado como Imóvel de Interesse Público.

Trata-se de um monumento megalítico de câmara e corredor diferenciado em planta e alçado. A primeira é constituída por sete esteios, sendo que quatro deles apresentam pinturas (dois destes apenas têm vestígios das mesmas), de carácter esquemático e naturalista.

217260-217720071576172-4496158-nO corredor é constituído por 5 esteios no lado Sul e teria outros tantos no lado norte, pese o facto de aqui lhe faltar um deles. A entrada da câmara seria marcada por dois pilares, faltando um deles.

16A mamoa que envolve esta estrutura é de planta elíptica, medindo 27 metros no sentido E-W e 20 no sentido N-S.

Entre o seu espólio, contam-se inúmeros fragmentos de cerâmica referentes, quer à utilização inicial do monumento, como à sua posterior reutilização campaniforme. O mesmo se poderá dizer dos objectos líticos lascados e polidos que aí se identificaram. A construção da anta terá ocorrido durante o III milénio a.C.

Toda esta e outra informação pode ser encontrada no Museu Terras de Besteiros, incluindo os seguintes registos escritos:

Ouça este e outros episódios acedendo ao menu PROJETOS » O SOM DOS LIVROS