Concurso Nacional de Leitura 2020 | 2021

concurso-nacional-de-leitura-2021final-webFase Intermunicipal Viseu Dão Lafões – Tondela

É já nos dias 12 e 15 de abril que decorrerão as provas da Fase Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura 2020|2021, cujo âmbito geográfico abrange os catorze municípios que constituem a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões (CIMVDL). As provas destinam-se aos alunos do ensino básico e secundário já apurados nas fases anteriores do concurso, de âmbito escolar e municipal.

A Fase Intermunicipal da CIMVDL será organizada pela Biblioteca Municipal Tomaz Ribeiro de Tondela em articulação com a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB), o Plano Nacional de Leitura (PNL), a Rede de Bibliotecas Escolares (RBE), a Rede Intermunicipal de Bibliotecas Viseu Dão Lafões (RIBVDL) e a Rede de Bibliotecas de Tondela (RBT).

Tendo em conta a atual situação pandémica, as provas decorrerão em formato online com a seguinte distribuição pelas datas acima referidas: realização da Prova Escrita no dia 12 de abril, pelas 11:00 horas, e realização da Prova de Palco no dia 15 de abril, a partir das 14:30.

Sendo o Concurso Nacional de Leitura (CNL) uma iniciativa anual que visa estimular o gosto e o prazer da leitura, os alunos concorrentes têm como missão ler as obras definidas para cada nível de ensino pela equipa organizadora. As obras selecionadas para a Fase Intermunicipal da CIMVDL são as seguintes:

  • 1º CEB | «O príncipe com orelhas de burro» in «Contos para Rir», de Luísa Ducla Soares;
  • 2º CEB | «O segredo do rio», de Miguel Sousa Tavares;
  • 3º CEB |«Os livros que devoraram o meu pai», de Afonso Cruz;
  • Ensino Secundário | «A trança de Inês», de Rosa Lobato de Faria.

Concluídas as provas da Fase Intermunicipal, serão aprovados, em cada nível de ensino, dois concorrentes vencedores. Serão estes alunos que representarão a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões na Final Nacional, cuja realização acontecerá em Oeiras no próximo dia 5 de junho.

Consulte aqui as normas do CNL 2020|2021 Fase Intermunicipal VDL

Já são conhecidos os alunos finalistas da Fase Municipal do Concurso Nacional de Leitura

123

Foram dois dias de provas, ontem e hoje (2 e 3 de março), para apurar os doze alunos finalistas

da Fase Municipal do Concurso Nacional de Leitura.
O evento juntou, em estreita colaboração, a Biblioteca Municipal de Tondela, as bibliotecas
escolares do concelho, os professores, os alunos e os encarregados de educação. De facto,
como estamos em confinamento e as aulas prosseguem à distância, as provas foram realizadas
online, a partir de casa. Foi, é certo, um momento simultaneamente único e enriquecedor,
marcado por histórias, por descobertas, por aprendizagens, por vivências e por muita bravura.
Os alunos finalistas, que frequentam o ensino básico e o ensino secundário, vão representar o
concelho na fase seguinte do Concurso Nacional de Leitura, de âmbito intermunicipal, já em
abril. São eles, por ordem alfabética:

1º CEB
Júlia Miguel de Melo Santos | 4º E | EB de Canas de Santa Maria
Margarida B. Silva |4º ano | EB do Campo de Besteiros
Maria Marques Pessoa | 4º E | EB de Canas de Santa Maria

2º CEB
Camila Martins Viana | 5º E | EB de Tondela
Tiago Costa | 6º C | EB do Caramulo
Tiago Sousa Martins | 5º B | EB de Tondela

3º CEB
Andreia Rodrigues Silva | 7º C | Escola Secundária de Molelos
Leonardo Ferreira | 8º H | EB do Caramulo
Tiago Andrade Pereira Silva | 8º A | Escola Secundária de Molelos

ENSINO SECUNDÁRIO
Mariana Silva | 10º E | Escola Secundária de Tondela
Sofia Silva | 10º E | Escola Secundária de Tondela
Verónica Ferreira | 10º D | Escola Secundária de Tondela

Os participantes, vinte e quatro no total, foram avaliados por um júri constituído pela
Coordenadora Interconcelhia da Rede de Bibliotecas Escolares, Helena Duque, e por um
representante da Escola Profissional de Tondela, Isabel Ferreira, da ACERT, Pedro Silva, e do
Município de Tondela, Luísa Melo.
As provas realizadas compreendiam dois desafios relacionados com uma obra previamente
selecionada: a leitura expressiva de um excerto e a resposta oral a uma questão de
desenvolvimento. As obras previamente selecionadas foram as seguintes: «A Maior Flor do
Mundo», de José Saramago, para o 1º CEB; «Rubra, a Árvore dos Desejos», de Katherine
Applegate, para o 2º CEB; «História de um Gato e de um Rato que se Tornaram Amigos», de
Luís Sepúlveda, para o 3º CEB, e «A Febre das Almas Sensíveis», de Isabel Rio Novo, para o
Ensino Secundário.
O Concurso Nacional de Leitura é organizado anualmente pelo Plano Nacional de Leitura em
colaboração com as bibliotecas municipais e escolares do país e tem como objetivo tornar os
livros/a leitura cada vez mais presentes no nosso quotidiano. A Fase Intermunicipal, que
englobará os catorzes municípios que constituem a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão
Lafões, decorrerá em Tondela, nos dias 12 e 15 de abril, sob orientação da Biblioteca
Municipal.

Captura de ecrã 2021-03-03 170731

Alunos da EB Caramulo no Som dos Livros

fotoMesmo em confinamento, o André, o Filie e o Tomás participaram, esta semana, na rubrica "O Som dos Livros".
 
Os três colegas são alunos da turma C do 6º ano da Escola Básica do Caramulo, que pertende ao Agrupamento de Escolas de Tondela Tomaz Ribeiro.
 
Cada um em sua casa, os alunos leram alguns poemas do livro POEMAS PROBLEMAS, da autora Renata Bueno e ainda UM AMIGO de Leif Kristiansson e traduzido pela nossa ilustre Sophia de Mello Breyner Andresen.
 
Os nossos grandes locutores, André, Filipe e Tomás, estiveram muito bem no desempenho das suas funções, resultando num bonito momento de rádio. Muitos parabéns! À mãe do Tomás, a Sr.ª Filomena, também fica o nosso muito obrigada, pelo apoio que deu ao filho na gravação da emissão.
 
Podem ouvir esta e outras emissões no menu PROJETOS » O SOM DOS LIVROS»

Campo de Besteiros n'O Som dos Livros

6B
Cinco colegas da turma do 6ºB da Escola Báscia de Campo de Besteiros, com a ajuda do Professor Luís Café, são os autores da primeira rubrica d'O Som dos Livros de 2021.

Beatriz Simões, Diana Pacheco, Inês Viana, Inês Pereira e Mariana Ortegas trazem-nos um programa sobre uma temática essencial: o Mar. Relembram que a sua escola é uma instituição com bandeira Escola Azul, distinção atribuida a escolas que se preocupam com a proteção do ambiente. 

O livro que escolheram para nos apresentar hoje é "A Gotinha Salva o Mar" da autoria de Rita Duarte e ilustrações Carla Bernardo.

Ouçam este e outros podcasts no separador PROJETOS » O SOM DOS LIVROS

Parabéns às alunas e ao professor.

 

«Como Brincávamos no Passado»

Exposição de Brinquedos Populares Promovida pela Biblioteca Municipal

 

inauguracaoweb

 A partir de 25 de setembro e até 7 de novembro, a Biblioteca Municipal Tomaz Ribeiro apresenta a exposição «Como Brincávamos no Passado». A inauguração aconteceu ao início da tarde de hoje e esteve a cargo da Vereadora da Educação e da Ação Social, Sofia Ferreira.

A exposição divulga conhecimentos e experiências relacionadas com a construção dos brinquedos que, há 80, 60 e 50 anos, marcaram a meninice dos rapazes e das raparigas. Mas não só. Como sublinhou a Vereadora Sofia Ferreira, «em época de COVID-19, gostaríamos que as pessoas tivessem aqui momentos de memória positivos, que recordassem as coisas com que brincavam e que caraterizaram a sua infância, as suas aldeias e as suas vivências do passado».

Os brinquedos expostos foram criados com a colaboração quer dos utentes das IPSS e dos centros de dia, quer de várias associações desportivas e recreativas do concelho, nomeadamente, o Centro de Animação Local de Mosteiro de Fráguas, o Centro de Animação Local de Nandufe, o Centro de Animação Local de Sabugosa, o Centro Paroquial de Canas de Santa Maria, o Centro Social e Paroquial de Santiago de Besteiros, o Lar da Boa Esperança (Caramulo), o Lar do Sameiro (Caramulo), o Lar da Terceira Idade (Caramulo), o Recreio do Caramulo IPSS e a Santa Casa da Misericórdia do Vale de Besteiros.

São dois os objetivos desta exposição. O primeiro é não deixar perder conhecimentos e técnicas passados de geração em geração. O segundo objetivo é dá-los a conhecer às crianças de hoje, permitindo-lhes vivenciar experiências de antigamente e, ao mesmo tempo, aprender como é possível construir brincadeiras com materiais banais do quotidiano. Trata-se, de facto, de um conhecimento valioso e daí a inclusão da exposição nas Jornadas Europeias do Património (dias 25, 26 e 27 de setembro), este ano dedicadas ao tema «Património e Educação».

Para além dos brinquedos físicos, estão em exibição vários recursos audiovisuais, recolhidos junto dos utentes das instituições participantes, onde se contam não só os «segredos» do processo de criação, mas também as memórias da infância.

Poderá visitar a exposição no edifício da Biblioteca Municipal no seguinte horário: entre as 09:00 e as 18:00 de segunda a sexta-feira e das 09:30 às 12:30 e das 14:00 às 18:00 aos sábados.

Pág. 1 de 135